16 C
Brasil
quinta-feira, maio 19, 2022
spot_img
InícionotíciasDendê: o óleo da palmeira vinda da África para resto do mundo

Dendê: o óleo da palmeira vinda da África para resto do mundo

Se você escuta falar na culinária baiana, certamente pensa em um ingrediente fundamental, não é mesmo? Sergio Wilfrido Vasques Benitez, empresário e exímio cozinheiro, comenta que o dendê é o diferencial dos pratos da culinária baiana que se destaca no preparo típico do acarajé, vatapá, abará e caruru. Essa cozinha local possui a presença marcante do ingrediente, ao ponto desses ratos ganharem a alcunha de comida do dendê.

 

A origem do dendê

 

Conhecido como palma-de-guiné, dendem, palmeira-de-dendem e coqueiro-de-dendê, o dendezeiro é uma palmeira que chega até 15 metros de altura e possui frutos de cor alaranjada que crescem em cachos. Dessa fruta, a polpa é utilizada para fabricar o azeite de dendê utilizado na cozinha. 

 

Com origem africana, o conhecimento humano do dendê é antigo, datando uso nas cortes dos Faraós do Egito há mais de 5 mil anos. Segundo o empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez, no Brasil, a planta se popularizou com a vinda dos escravos, com o vegetal tendo boa adaptação ao clima do território nacional, passando a compor a paisagem do país. 

 

Benefícios do dendê

 

Quem possui paladar aguçado e sensível, como o do entusiasta de culinária Sergio Wilfrido Vasques Benitez, consegue identificar a presença do dendê  imediatamente em um prato, isso porque ele tem fama de encorpar a comida, trazendo, com seu sabor único, um diferencial no paladar de quem degusta um prato que o leva como ingrediente base. 

 

Apesar da fama de calórico, o consumo do azeite de dendê traz uma série de benefícios. Afinal, mais da metade de suas calorias são ácidos graxos insaturados, enquanto a outra parte são saturados. Ele também é composto pelo ácido graxo linoleico, que é essencial para o organismo, mas que não é produzido. 

 

Muito além da gastronomia

 

Acredite, o óleo de dendê é, atualmente, o mais consumido no mundo, seguido do óleo de soja e de canola. Como óleo vegetal, ele domina 30% do mercado global e 45% do mercado de óleos específicos para alimentos. Mas, afinal, por que a presença do dendê é tão intensa no mundo? O empresário Sergio Wilfrido Vasques Benitez acredita que isso tem um motivo: sua versatilidade.

 

Ele pode ser base no preparo de alimentos como sorvetes, biscoitos e margarinas para garantir durabilidade, sabor e crocância. Mas, também, para além da culinária, seu uso é relativamente extenso: integra sabonetes, sabões, detergentes, lubrificantes e glicerina, além de também ser utilizado para a produção de biocombustíveis. Viu como seu uso é variado? 

 

Muito além da culinária baiana, o amante de culinária Sergio Wilfrido Vasques Benitez reforça que o dendê tem destaque em diferentes setores da produção mundial. Não é à toa que esse óleo é tão promissor e rico, tanto no aspecto da gastronomia, ao enriquecer diferentes pratos, como na criação e base para demais produtos utilizados pelo ser humano.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -spot_img

Recentes