24.1 C
Brasil
quinta-feira, abril 15, 2021
Início Justiça TRT-SC desenvolve ferramenta que utiliza inteligência artificial para estimar chances de acordos...

TRT-SC desenvolve ferramenta que utiliza inteligência artificial para estimar chances de acordos judiciais

Portaria recomenda uso do Concilia JT para triagem de processos enviados aos Centros de Conciliação e Nupemec

O Concilia JT, ferramenta que utiliza inteligência artificial para calcular as chances de acordo entre as partes de um processo, vai entrar em funcionamento no TRT-SC na próxima quarta-feira (17) . Desenvolvida pela Secretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Setic), a inovação estará disponível para todas as unidades de primeiro grau do estado por meio do Processo Judicial Eletrônico (PJe).

O objetivo do Concilia JT é reunir elementos que auxiliem servidores e magistrados na tomada de decisões. O cálculo das chances de acordo, que variam dentro de uma escala de zero (pouco provável) a cinco (muito provável), é feito a partir de modelos estatísticos e de inteligência artificial, desenvolvidos com base no estudo do acervo processual do Tribunal. Depois disso, a ferramenta gera um relatório, que pode ser obtido dentro do PJe.

Com o relatório em mãos, é mais fácil definir quais processos irão para a pauta de conciliação das varas e dos Centros de Conciliação (Cejuscs). É o que explica um dos desenvolvedores do Concilia JT, o servidor Marco Vivan.

“A ferramenta serve como uma luz. Ela permite que se saiba, através de um indicador obtido por inteligência artificial,  quando há tendência de um lado ou de outro, análise que atualmente é feita pelo critério empírico das pessoas que trabalham nisso”, ressalta Vivan.

A equipe que desenvolveu a ferramenta é composta, além de Marco Vivan, pelo servidor Amandio Delpizzo. O nome escolhido foi “Concilia JT” – as letras finais da primeira palavra são IA, um acrônimo para inteligência artificial.

O diretor da Setic, Valdir Cunha, destaca que a o assunto inteligência artificial é discutido há tempos, mas que “somente agora vem tomando a forma de soluções tecnológicas que entregam valor às instituições”.

“O Concilia JT é prova desta materialização e vem para ajudar a cumprir uma das principais promessas da IA: eliminar trabalho repetitivo, para que o servidor do TRT-SC possa se dedicar a análises complexas que exigem inteligência humana. Considerando o notório declínio de nossa força de trabalho, já não é sem tempo”, complementa o servidor.

Precisão

Durante a fase de testes, a tecnologia apresentou precisão de 74%. O resultado fez com que o Concilia JT fosse recomendado para a triagem de processos, com o intuito de incrementar o número de conciliações. A recomendação consta na Portaria SEAP nº. 24/2021, que regulamenta no âmbito da Justiça do Trabalho de Santa Catarina o funcionamento dos Centros Judiciários (Cejuscs) e do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas (Nupemec).

Segundo o juiz Roberto Masami Nakajo, gestor de estratégia e metas do tribunal e coordenador do Nupemec, “a Justiça do Trabalho catarinense, tem como marca o incentivo à inovação e ao desenvolvimento de novas ferramentas”.

“O Concilia-JT, que utiliza inteligência artificial (IA) na triagem de processos, obteve ótimos resultados na fase de testes. Essa ferramenta, além de possibilitar o aumento nos índices de acordos, representará significativo ganho de produtividade, uma vez que antes da ferramenta a separação dos processos era feita manualmente pelas varas e centros de conciliação”, ressalta Nakajo.

Fonte: TRT- 12ª
- Advertisment -

Popular

Deputado Aliel Machado, do PSB, vai presidir comissão da PEC da 2ª Instância

O deputado Aliel Machado (PSB-PR) é o novo presidente da comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) que...

Laudos da Anvisa apontam ao menos 15 pontos críticos sobre vacina Sputnik V

Documentos internos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) apontam pelo menos 15 pontos críticos que podem comprometer a qualidade, a segurança e a...

Câmara volta a discutir PEC da 2ª Instância e comissão terá novo presidente

A comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) 199 de 2019, que estabelece o início do cumprimento de...

Justiça manda Band Rio reduzir tempo cedido a igrejas na programação da TV

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que a TV Bandeirantes no Estado reduza o tempo cedido a instituições religiosas na programação. De...