35.1 C
Brasil
quinta-feira, junho 24, 2021
Início Justiça STJ adia julgamento de denúncia contra Wilson Lima

STJ adia julgamento de denúncia contra Wilson Lima

O STJ (Superior Tribunal de Justiça) decidiu adiar o julgamento previsto para esta 4ª feira (2.jun.2021) sobre o recebimento da denúncia contra o governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). Nova data ainda será fixada.

Os ministros apontaram que a defesa precisaria de mais prazo para se manifestar. Inicialmente foi sugerido que o caso fosse retomado no próximo dia 28, mas a Corte encerrou a discussão sem marcar um novo julgamento.

Lima foi alvo de operação da PF (Polícia Federal) na manhã desta 4ª feira (2.jun). O governador já responde a duas ações penais sobre desvios relacionados à gestão da pandemia de covid-19.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Desta vez, os investigadores indicam possíveis fraudes em contratos assinados em janeiro de 2021. A Secretaria de Estado de Saúde é suspeita de ter realizado contratações fraudulentas para favorecer empresários locais. As contratações seriam orientadas pelo governo do Amazonas.

Durante a sessão da Corte Especial do STJ, a subprocuradora Lindôra Araújo afirmou que um dos alvos da busca, o empresário Nilton Consta Lins Júnior, dono do Hospital Nilton Lins, recebeu a PF a tiros. Disse que foi uma situação “bastante constrangedora e perigosa”.

“É a primeira vez que vejo, em 30 anos, alguém receber a tiros uma operação de busca e apreensão, achei por bem comunicar a Corte. Foi uma situação muito sui generis, nunca tinha visto acontecer”, afirmou Lindôra.

- Advertisment -

Popular

MP junto ao TCU pede investigação sobre compra da Covaxin

O Ministério Público junto ao TCU (Tribunal de Contas da União) pediu nesta 5ª feira (24.jun.2021) a abertura de uma investigação para apurar suspeitas...

Ao vivo: STF julga ação que questiona trecho do Código Tributário

O STF (Supremo Tribunal Federal) retoma, nesta 4ª feira (23.jun.2021), julgamento para decidir se é constitucional trecho do Código Tributário que estabelece a preferência da União...

Fachin e Moraes votam para suspender convocação de governadores pela CPI

Os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), acompanharam a ministra Rosa Weber e votaram nesta 5ª feira (24.jun.2021) para suspender...

Fachin vota para suspender convocação de governadores pela CPI da Covid

O Ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), acompanhou a ministra Rosa Weber e votou nesta 5ª feira (24.jun.2021) para suspender a convocação...