35.1 C
Brasil
quinta-feira, junho 24, 2021
Início Justiça PF apura lavagem de dinheiro com participação de conselheiros do TCE-MS

PF apura lavagem de dinheiro com participação de conselheiros do TCE-MS

A PF (Polícia Federal) cumpriu na manhã desta 3ª feira (8.jun.2021) mandados de busca e apreensão em 20 endereços no Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal para apurar a participação de 3 conselheiros do TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso do Sul) em uma suposta organização criminosa. O grupo teria fraudado licitações e superfaturado obras. O caso está em segredo de justiça.

De acordo com a PF, há indícios de que a “aquisição de direitos relacionados à mineração tenha sido utilizada para lavagem de dinheiro“. A operação teve apoio da CGU (Controladoria-Geral da União) e da Receita Federal.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

A investigação teve início com base em informações obtidas pela Operação Lama Asfáltica. Segundo a PGR (Procuradoria-Geral da República), há indícios de que os integrantes do TCE-MS deram decisões para favorecer integrantes de organizações criminosas que atuam com mineração.

Também existiriam evidências de contratação de funcionários fantasmas no TCE-MS para beneficiar pessoas ligadas aos conselheiros investigados. A suspeita é de que o esquema movimentou valores milionários entre 2015 e 2021.

As buscas foram autorizadas pelo ministro Francisco Falcão, do STJ (Superior Tribunal de Justiça). O magistrado também ordenou a quebra de sigilo bancário e fiscal dos investigados.

- Advertisment -

Popular

Fachin e Moraes votam para suspender convocação de governadores pela CPI

Os ministros Edson Fachin e Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), acompanharam a ministra Rosa Weber e votaram nesta 5ª feira (24.jun.2021) para suspender...

Fachin vota para suspender convocação de governadores pela CPI da Covid

O Ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), acompanhou a ministra Rosa Weber e votou nesta 5ª feira (24.jun.2021) para suspender a convocação...

Fase de transição em São Paulo é prorrogada até 15 de julho

A cidade de São Paulo continuará em fase de transição até 15 de julho. A atualização do Plano São Paulo foi feita nesta quarta-feira (23), durante entrevista coletiva...

Aprimoradas as regras do Benefício de Prestação Continuada e criado o auxílio-inclusão

Presidente sanciona lei que aperfeiçoa critérios de renda do BPC e aumenta o valor para casos excepcionais Benefício de Prestação Continuada (BPC) teve as regras...