23.1 C
Brasil
domingo, abril 18, 2021
Início Justiça MPT investiga presidente da Fundação Palmares por denúncias de assédio moral

MPT investiga presidente da Fundação Palmares por denúncias de assédio moral

O MPT (Ministério Público do Trabalho) do Distrito Federal abriu investigação para apurar suposto assédio moral praticado pelo presidente da Fundação Cultural Palmares, Sérgio Camargo, contra servidores.

A apuração, que está em sigilo, é motivada por denúncias de suposta perseguição ideológica promovida pelo presidente do órgão por opiniões e posições políticas. O MPT vai ouvir 10 pessoas, entre funcionários e ex-funcionários da fundação.

De acordo com os promotores, Camargo condicionou a permanência de servidores do órgão à deduragem de “esquerdistas” e chamou o movimento negro de “escória maldita” que abriga “vagabundos”.

As declarações foram feitas em reunião fechada realizada em 30 de maio de 2020, cujo áudio foi divulgado pelo jornal O Estado de S. Paulo.

Na gravação, Camargo reclama do período em que ficou impedido de exercer a presidência da fundação, que é ligada à Secretaria Especial da Cultura, por causa de decisões judiciais.

Esses filhos da puta da esquerda não admitem negros de direita. Vou colocar meta aqui para todos os diretores, cada um entregar um esquerdista. Quem não entregar esquerdista vai sair. É o mínimo que vocês têm que fazer“, ameaçou Camargo.

Camargo, que se define no Twitter como “negro de direita, antivitimista, inimigo do politicamente correto” é alvo de críticas por manifestações contra pautas antirracismo, criticando, por exemplo, o Dia da Consciência Negra, celebrado em 20 de novembro.

O Poder360 entrou em contato com a Fundação Palmares, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

DEBANDADA

Na 4ª e 5ª feira (10 e 11.mar), 3 diretores da Fundação Palmares pediram demissão, sob o argumento de que não há “viabilidade de diálogo” com Sérgio Camargo. São eles:

  • Ebnezer Maurilio Nogueira da Silva, diretor do Departamento de Fomento e Promoção da Cultura Afro-Brasileira;
  • Raimundo Nonato de Souza Chaves, diretor do Centro Nacional de Informação e Referência da Cultura Negra;
  • Roberto Carlos Concentino Braz, diretor de Gestão Interna.
Continuar lendo
- Advertisment -

Popular

Gilmar dá 10 dias para 7 Estados explicarem lockdown e toque de recolher

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Gilmar Mendes determinou que 7 Estados forneçam informações sobre medidas restritivas adotadas para conter o coronavírus. O...

Conheça as acusações contra o fundador das Casas Bahia por abuso sexual

Morto em 2014, o fundador da rede varejista Casas Bahia, Samuel Klein, pode ter usado seu poder para manter um esquema de aliciamento de...

Saiba as acusações contra o fundador das Casas Bahia por abuso sexual

Morto em 2014, o fundador da rede varejista Casas Bahia, Samuel Klein, pode ter usado seu poder para manter um esquema de aliciamento de...

Saiba as acusações contra o fundador das Casas Bahia por abuso sexual

Morto em 2014, o fundador da rede varejista Casas Bahia, Samuel Klein, pode ter usado seu poder para manter um esquema de aliciamento de...