24.1 C
Brasil
quinta-feira, abril 15, 2021
Início Justiça Gilmar diz que colegas estão de “conversa fiada” sobre provas contra Moro

Gilmar diz que colegas estão de “conversa fiada” sobre provas contra Moro

Depois de o ministro Nunes Marques ter votado, nesta 3ª feira (23.mar.2021), contra a suspeição de Sergio Moro em sentença dada a Lula, o presidente da 2ª Turma do STF (Supremo Tribunal Federal), ministro Gilmar Mendes, decidiu fazer considerações sobre seu voto, já proferido em sessão anterior.

Ao votar contra a suspeição de Moro, Marques condenou a legalidade dos diálogos de procuradores apreendidos pela operação Spoofing. “Entender-se de forma diversa, que resultado de tais crimes seriam utilizáveis, seria uma forma transversa de legalizar a atividade hacker no Brasil”.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Gilmar não gostou dos argumentos do colega: “O meu voto está calcado nos elementos dos autos, agora realmente me choca tudo aquilo que se revela, e a defesa que se faz. ‘Ah, pode ter havido inserções, manipulações?’. Eu já disse aqui ou o hacker é um ficcionista ou nós estamos diante de um grande escândalo, e não importa o resultado deste julgamento, a desmoralização da Justiça já ocorreu, o tribunal de Curitiba é conhecido mundialmente como um tribunal de exceção”. 

“Não vamos ficar de conversa fiada. Não estamos falando de prova ilícita”, disse Gilmar.

“Algum dos senhores aqui compraria o carro do Moro? Algum de vocês seria capaz de comprar carro do Dallagnol?”, acrescentou o vice-decano do STF ao defender a legalidade dos diálogos.

Assista:

- Advertisment -

Popular

Deputado Aliel Machado, do PSB, vai presidir comissão da PEC da 2ª Instância

O deputado Aliel Machado (PSB-PR) é o novo presidente da comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) que...

Laudos da Anvisa apontam ao menos 15 pontos críticos sobre vacina Sputnik V

Documentos internos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) apontam pelo menos 15 pontos críticos que podem comprometer a qualidade, a segurança e a...

Câmara volta a discutir PEC da 2ª Instância e comissão terá novo presidente

A comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) 199 de 2019, que estabelece o início do cumprimento de...

Justiça manda Band Rio reduzir tempo cedido a igrejas na programação da TV

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que a TV Bandeirantes no Estado reduza o tempo cedido a instituições religiosas na programação. De...