26.3 C
Brasil
domingo, junho 20, 2021
Início Justiça Flávio Bolsonaro diz que Fisco se negou a rastrear consulta aos seus...

Flávio Bolsonaro diz que Fisco se negou a rastrear consulta aos seus dados

A defesa do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ) negou nesta 4ª feira (2.jun.2021) que o congressista tenha pedido à Receita Federal que rastreasse investigações envolvendo seus familiares e pessoas próximas à família Bolsonaro. A possibilidade foi aventada em reportagem da Folha de S. Paulo.

Em 2020, o senador suspeitou de consultas irregulares da Receita Federal aos seus dados pessoais e pediu apuração para o GSI (Gabinete de Segurança Institucional) e a Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Mas, de acordo com seus advogados, a solicitação foi negada e se restringia à informações dele e de sua mulher.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Flávio alega que não sabia que a pesquisa fora realizada pelo Fisco. Agora, pedirá na Justiça o acesso aos dados. Os advogados afirmam que as informações “podem provar o uso indevido da máquina pública” para incriminar o senador.

A suspeita de Flávio é que consultas ilegais a seus dados por meio da Receita tenham contribuído para levantar evidências no “caso Queiroz“, no qual ele é investigado por suposto esquema de “rachadinhas”. Caso a teoria se comprove, isso poderia afetar a validade do inquérito.

De acordo com a reportagem da Folha, a Receita rastreou investigações dos dados fiscais do presidente Jair Bolsonaro, da primeira-dama Michelle Bolsonaro, das duas ex-mulheres do presidente e também de seus filhos Flávio, Carlos e Eduardo. A devassa também teria incluído Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio e suposto operador do sistema de “rachadinhas”.

Eis a íntegra da nota divulgada pela defesa do senador:

NOTA DA DEFESA DO SENADOR FLÁVIO BOLSONARO
Luciana Pires, Rodrigo Roca e Juliana Bierrenbach

A defesa do Senador Flávio Bolsonaro foi surpreendida com reportagens, divulgadas nesta quarta-feira (02/06), que insinuam que a Receita Federal rastreou, a seu pedido, investigações envolvendo integrantes e pessoas próximas à família Bolsonaro. Cabe esclarecer que o pedido feito pela defesa se restringiu ao Senador Flávio Bolsonaro e sua esposa, Fernanda, e que tal demanda foi negada formalmente pela RFB. Diante da revelação do fato de que a pesquisa requerida foi realizada e somente após seu resultado foi indeferido o pedido a seu acesso, a defesa pedirá, na Justiça, acesso aos dados obtidos, que podem provar o uso indevido da máquina pública para tentar incriminar o senador Flávio Bolsonaro”.

- Advertisment -

Popular

Presidente da ANPR defende fim da recondução do PGR e mandatos maiores

O novo presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), Ubiratan Cazetta, diz ser contrário à recondução do Procurador-Geral da República ao cargo....

Presidentes da Câmara, Senado, STF e STJ lamentam mortes; Bolsonaro silencia

Os presidentes Arthur Lira (Câmara), Rodrigo Pacheco (Senado), Luiz Fux (STF) e Humberto Martins (STJ) publicaram notas, separadamente, lamentando as 500 mil mortes pela...

Bolsonaro diz ao STF que Leite faz má-gestão, mas nega ter o acusado de crime

Em resposta enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB),...

Fundo de investimento compra OAS por R$ 4,5 bilhões

A OAS, que foi uma das maiores empreiteiras do Brasil, foi vendida para um fundo de investimentos por R$ 4,5 bilhões. Os detalhes da...