24.1 C
Brasil
quinta-feira, abril 15, 2021
Início Justiça Chefe da Polícia Federal no AM manda recado a Salles: “Não vai...

Chefe da Polícia Federal no AM manda recado a Salles: “Não vai passar boiada”

O superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, reagiu às críticas feitas pelo ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, sobre a maior operação contra extração ilegal de madeira na história do Brasil, realizada em dezembro do ano passado sob seu comando.

Em entrevista publicada nesta 2ª feira (5.abr.2021) no jornal Folha de S.Paulo, Saraiva criticou a ida de Salles ao Pará na 4ª feira passada (31.mar). O ministro foi ao Estado “verificar” detalhes da operação e disse acreditar que as empresas investigadas no caso não são culpadas por extração ilegal de madeira.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

“Me parece que é o mesmo que um ministro do Trabalho se manifestar contrariamente a uma operação contra o trabalho escravo. Nunca tive notícia de um ministro do Meio Ambiente se manifestando contrariamente a uma operação que visa proteger a floresta amazônica. É um fato inédito e que me surpreendeu”, declarou o chefe da PF no Amazonas.

Saraiva reafirmou que as empresas investigadas na operação estão atuando de forma ilegal na região.

“Temos 10 ou 12 laudos atestando de forma inequívoca a ilegalidade de exploração. As empresas têm mais de duas dezenas de autuações no Ibama. É uma organização criminosa. Não merecem nem a denominação de empresas. Têm a vida dedicada ao crime, ao furto de bens públicos, à fraude, à corrupção de servidores públicos”, declarou.

Questionado sobre a declaração feita por Salles, em reunião ministerial em 22 de abril de 2020, sobre aproveitar as atenções voltadas ao covid-19 para passar a boiada, Saraiva foi taxativo: “Na Polícia Federal não vai passar boiada”.

Superintendente da corporação no Estado do Amazonas desde 2017, o policial federal já ocupou o cargo também em Roraima (2011-2014) e no Maranhão (2014-2017). Saraiva é doutor em Ciências Ambientais e Sustentabilidade da Amazônia pela Ufam (Universidade Federal do Amazonas).

- Advertisment -

Popular

Deputado Aliel Machado, do PSB, vai presidir comissão da PEC da 2ª Instância

O deputado Aliel Machado (PSB-PR) é o novo presidente da comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) que...

Laudos da Anvisa apontam ao menos 15 pontos críticos sobre vacina Sputnik V

Documentos internos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) apontam pelo menos 15 pontos críticos que podem comprometer a qualidade, a segurança e a...

Câmara volta a discutir PEC da 2ª Instância e comissão terá novo presidente

A comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) 199 de 2019, que estabelece o início do cumprimento de...

Justiça manda Band Rio reduzir tempo cedido a igrejas na programação da TV

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que a TV Bandeirantes no Estado reduza o tempo cedido a instituições religiosas na programação. De...