27.1 C
Brasil
quinta-feira, abril 15, 2021
Início Justiça Brasil se divide sobre anulação das condenações de Lula: 45% apoiam; 46%,...

Brasil se divide sobre anulação das condenações de Lula: 45% apoiam; 46%, discordam

Pesquisa PoderData mostra que os brasileiros estão divididos sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal que anulou as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato. Os que concordam com a decisão somam 45%. Os que discordam são 46%.

Os números representam empate na margem de erro da pesquisa, que é de 1,8 ponto percentual. O levantamento foi realizado de 15 a 17 de março.

O ministro Edson Fachin, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou em 8 de março a anulação de todas as decisões tomadas pela 13ª Vara de Curitiba nas ações penais contra Lula.

Na avaliação de Fachin, as ações não poderiam ter sido analisadas em Curitiba porque os fatos apontados não têm relação direta com o esquema de desvios na Petrobras. O relator da Lava Jato no STF devolveu os direitos políticos de Lula, que fica liberado para concorrer à eleição presidencial em 2022.

A pesquisa foi realizada pela divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é feita em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Foram 3.500 entrevistas em 545 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

Para chegar a 3.500 entrevistas que preencham proporcionalmente (conforme aparecem na sociedade) os grupos por sexo, idade, renda, escolaridade e localização geográfica, o PoderData faz dezenas de milhares de telefonemas. Muitas vezes, mais de 100 mil ligações até que sejam encontrados os entrevistados que representem de forma fiel o conjunto da população.

HIGHLIGHTS DEMOGRÁFICOS

O estudo destacou, também, os recortes para as respostas à pergunta sobre a percepção dos brasileiros em relação à decisão do ministro Edson Fachin.

Entre os que mais concordam com a decisão, estão:

  • os que têm de 25 a 44 anos e os que estudaram até o ensino fundamental (ambos com 51%);
  • os que ganham de 2 a 5 salários mínimos (49%);
  • os que estão desempregados ou não têm renda fixa (48%).

Entre os que mais discordam da medida, os principais estratos são:

  • os que ganham de 5 a 10 salários mínimos (62%);
  • os que têm de 16 a 24 anos (60%);
  • os que ganham mais de 10 salários mínimos (57%);
  • os que têm 60 anos ou mais (54%).

DECISÃO X BOLSONARISTAS

No grupo que avalia o presidente como “ótimo” ou “bom”, 86% discordam da sentença de Edson Fachin. Entre os que dizem que o trabalho de Bolsonaro é “ruim” ou “péssimo”, 64% concordam com a anulação das condenações de Lula.

PODERDATA

Leia mais sobre a pesquisa PoderData:

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

- Advertisment -

Popular

Deputado Aliel Machado, do PSB, vai presidir comissão da PEC da 2ª Instância

O deputado Aliel Machado (PSB-PR) é o novo presidente da comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) que...

Laudos da Anvisa apontam ao menos 15 pontos críticos sobre vacina Sputnik V

Documentos internos da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) apontam pelo menos 15 pontos críticos que podem comprometer a qualidade, a segurança e a...

Câmara volta a discutir PEC da 2ª Instância e comissão terá novo presidente

A comissão especial da Câmara que discute a PEC (proposta de emenda à Constituição) 199 de 2019, que estabelece o início do cumprimento de...

Justiça manda Band Rio reduzir tempo cedido a igrejas na programação da TV

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou que a TV Bandeirantes no Estado reduza o tempo cedido a instituições religiosas na programação. De...