26.3 C
Brasil
domingo, junho 20, 2021
Início Justiça Auditor que fez relatório citado por Bolsonaro será afastado do TCU

Auditor que fez relatório citado por Bolsonaro será afastado do TCU

O TCU (Tribunal de Contas da União) irá afastar o auditor Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques de suas funções. Ele foi o autor do relatório com dados não comprovados sobre as mortes por covid-19 utilizado pelo presidente Jair Bolsonaro para defender a tese de que existe supernotificação de óbitos pela doença no Brasil. O documento foi feito em caráter pessoal e não foi chancelado pelo TCU.

Segundo apurou o Poder360, o afastamento do cargo efetivo de auditor deve ser realizado ainda nesta 4ª feira (9.jun.2021). Marques já foi afastado de da equipe de fiscalização da covid-19 do tribunal.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

O relatório preliminar da corregedoria, que deve ser enviado à Presidente do TCU ministra Ana Arraes, indica que Marques foi indicado para uma diretoria do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) em 2020. O TCU barrou a indicação por conflitos de interesse com o trabalho do tribunal.

A investigação da corregedoria mostrou que houve pressão do Palácio do Planalto para que Marques assumisse o cargo. O episódio demonstra que o auditor teria uma relação próxima com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O presidente divulgou o dados não comprovados do relatório na 2ª feira (7.jun), ele citou as informações para minimizar o impacto da pandemia. “O relatório final não é conclusivo, mas em torno de 50% dos óbitos de 2020 por covid não foram por covid, segundo o Tribunal de Contas da União”, disse o presidente.

O TCU emitiu nota no mesmo dia dizendo que nenhum relatório do Tribunal falava que o número de mortes pela covid era menor que o registrado.

Segundo a investigação da corregedoria, o documento com dados não comprovados não foi inserido no sistema processual do tribunal. O relatório foi compartilhado por Marques na plataforma de trabalho online dos auditores para avaliação de seus colegas. O relatório teria sido rejeitado.

As investigações ainda estão sendo realizadas. Como mostrou o Poder360 na 3ª feira (8.jun), o TCU afirma que o relatório não teve chancela oficial. O ministro Bruno Dantas afirmou que os fatos apurados são graves e precisam ser mais investigados.

É cedo para extrair conclusões, mas se ficar comprovado que o auditor utilizou o cargo para induzir uma linha de fiscalização orientada por convicções políticas, isso será punido exemplarmente”, disse o ministro em nota.

- Advertisment -

Popular

Presidente da ANPR defende fim da recondução do PGR e mandatos maiores

O novo presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), Ubiratan Cazetta, diz ser contrário à recondução do Procurador-Geral da República ao cargo....

Presidentes da Câmara, Senado, STF e STJ lamentam mortes; Bolsonaro silencia

Os presidentes Arthur Lira (Câmara), Rodrigo Pacheco (Senado), Luiz Fux (STF) e Humberto Martins (STJ) publicaram notas, separadamente, lamentando as 500 mil mortes pela...

Bolsonaro diz ao STF que Leite faz má-gestão, mas nega ter o acusado de crime

Em resposta enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB),...

Fundo de investimento compra OAS por R$ 4,5 bilhões

A OAS, que foi uma das maiores empreiteiras do Brasil, foi vendida para um fundo de investimentos por R$ 4,5 bilhões. Os detalhes da...