26.3 C
Brasil
domingo, junho 20, 2021
Início Justiça “Atuação clara em favor de madeireiros”, diz delegado da PF sobre Salles

“Atuação clara em favor de madeireiros”, diz delegado da PF sobre Salles

O ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas, Alexandre Saraiva, declarou que o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, atua de forma “claríssima e inédita” em favor de madeireiros. O delegado participou do programa Roda Viva, da TV Cultura, na noite desta 2ª feira (7.jun.2021).

“Sim [foi a primeira vez que um ministro me pressionou em favor de madeireiros]. E isso, eu posso dizer com tranquilidade porque foi gerado um vídeo por ele mesmo em que ele confessava o que estava fazendo. Então, a atuação dele é claríssima e inédita. Isso aí, fora de dúvida. Isso [a pressão de ministro] nunca aconteceu [comigo], afirmou o delegado.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp h2 .enviar{margin:0;}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1{font-size:15px;}}@media only screen and (max-width: 1279px){.mod-newsletter.full h1 small{font-size:14px;}}@media only screen and (max-width: 767px){.mod-newsletter.full h1 {padding-bottom:11px;}}

Receba a newsletter do Poder360

Saraiva foi retirado da superintendência pelo governo Bolsonaro após enviar uma notícia-crime ao STF (Supremo Tribunal Federal), em abril, contra Salles e o senador Telmário Mota (Pros-RR). Segundo o delegado, Salles atuou para obstruir uma investigação que culminou em apreensão histórica de madeira ilegal.

Seriam três delitos cometidos pelo ministro:

  • dificultar a ação fiscalizadora do poder público no meio ambiente;
  • exercer advocacia administrativa;
  • integrar organização criminosa.

A notícia-crime assinada por Saraiva diz ainda que o ministro “patrocina diretamente interesses privados e ilegítimos perante a administração pública”. Leia a íntegra (2,6 MB).

- Advertisment -

Popular

Presidente da ANPR defende fim da recondução do PGR e mandatos maiores

O novo presidente da ANPR (Associação Nacional dos Procuradores da República), Ubiratan Cazetta, diz ser contrário à recondução do Procurador-Geral da República ao cargo....

Presidentes da Câmara, Senado, STF e STJ lamentam mortes; Bolsonaro silencia

Os presidentes Arthur Lira (Câmara), Rodrigo Pacheco (Senado), Luiz Fux (STF) e Humberto Martins (STJ) publicaram notas, separadamente, lamentando as 500 mil mortes pela...

Bolsonaro diz ao STF que Leite faz má-gestão, mas nega ter o acusado de crime

Em resposta enviada ao STF (Supremo Tribunal Federal), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB),...

Fundo de investimento compra OAS por R$ 4,5 bilhões

A OAS, que foi uma das maiores empreiteiras do Brasil, foi vendida para um fundo de investimentos por R$ 4,5 bilhões. Os detalhes da...